Gastrite: o que comer e o que evitar para o estômago não queimar!?

Olá pessoal!

Recebo muitas perguntas a respeito da temida gastrite. Por isso resolvi fazer um post falando um pouco sobre isso… Espero que essas informações te ajudem de alguma forma!

GASTRITE: o resultado de uma mistura explosiva!

Estresse + tensões do dia a dia, chateações, etc… + alimentação ruim + refeições rápidas demais, na correria + bebidas alcoólicas ou cigarro, que muitas pessoas utilizam como uma “válvula de escape” em busca de “prazeres” que compensem suas angústias e frustrações em outros setores da vida.

O resultado: inflamação da mucosa do estômago, responsável pelas dores e sensação de “queimação” na região. É só começar a comer para sentir o desconforto aparecer, mas em muitos casos o simples fato de ficar nervoso ou nervosa com alguma situação do dia a dia já basta para as dores começarem.

Por que tenho gastrite?

A gastrite pode aparecer por diversas causas, entre elas: estresse, uso de certos medicamentos, uso indiscriminado de anti-inflamatórios,  bebidas alcoólicas ou tabaco, alimentação inadequada ou pelo aumento de uma bactéria chamada H.Pylori. Esses fatores (isolados ou associados) agridem a mucosa que reveste as paredes do estômago e resultam em uma inflamação, o que caracteriza a gastrite.

Tipos

Há dois tipos de gastrite: a aguda, quando as crises são bem “pontuais”, ou seja, aparecem quando você come algo que sabe que vai fazer mal, comete excessos na alimentação ou quando está passando por um momento estressante. Já na gastrite crônica, os sintomas são menos intensos que o da aguda, porém constantes. Esse tipo de gastrite, se não tratada, pode evoluir para uma úlcera, por isso é importante que seja diagnosticada para que o paciente inicie o tratamento adequado.

Como fazer o diagnóstico?

Por meio de um exame chamado endoscopia. Antes do exame o paciente é sedado e então uma microcâmera é passada pela boca e vai até o estômago. Uma fotografia é tirada e pequenos pedaços do tecido do órgão são obtidos para análise e então é feito o diagnóstico.

Como tratar?

Isso depende do tipo da gastrite e a causa. Em alguns casos é necessário o uso de medicamentos que vão reduzir a acidez estomacal. Porém, uma coisa é fato: quem sofre de gastrite precisa cuidar da alimentação e, principalmente, prestar atenção em seu organismo e identificar os alimentos que podem desencadear as dores.

Bom, vamos começar pelos alimentos que podem ajudar a prevenir o aparecimento das dor!

Frutas, verduras e legumes

Claro que eles estariam em nossa listinha, não é? Uma alimentação natural, rica em alimentos frescos é recomendada para TODOS e não apenas para pessoas com gastrite. Porém, se você sofre com esse problema, não deixe de come-los! Vai ajudar bastante, garanto!

  • Tente incluir em sua rotina, de 2 a 4 frutas por dia. Boas opções incluem: maçã, banana, pêssego, pera, uva, melão e kiwi. Frutas como laranja, figos ou frutas secas podem irritar a mucosa do estômago, mas como cada organismo reage de uma maneira aos alimentos, sempre que comer algo, pare e analise como seu corpo reage a cada um.
  • Entre os legumes, experimente o brócolis, a couve-flor, a couve, couve de Bruxelas, repolho ou rabanete. Todos esses vegetais possuem uma substância em sua composição com a capacidade de combater a H.Pylori. Se a causa de sua gastrite for a bactéria, estes alimentos certamente vão ajudar. Por outro lado, alguns deles aumentam a produção de gás (como o brócolis ou a couve-flor) e podem causar desconforto. Se for o seu caso, aposte na couve crua, refogada ou em sucos! Como eu disse, tudo depende da aceitação de cada organismo, afinal nem tudo que é bom, é bom para todos, certo?

Gengibre

Essa raiz maravilhosa chamada GENGIBRE possui uma poderosa ação anti-inflamatória e ajuda a diminuir a sensação de queimação, dor e náuseas. Você pode acrescentar um pedaço pequeno, de no máximo 1 cm em saladas, sopas, sucos e chás.

Para quem não conhece, esse é o gengibre. É só descascar e usar um pequeno pedaço dessa parte amarela, certo?

Óleo de coco

Esse alimento possui ação contra fungos, bactérias e vírus. Se a causa de sua gastrite for o H.Pylori com certeza vai ajudar. Só não consuma em excesso, afinal é rico em gordura saturada.

Resultado de imagem para coconut oil

Você encontra o óleo de coco em lojas de produtos naturais!

Para beber: água!

Nada melhor que água para hidratar o corpo e “limpar” seu aparelho gastrintestinal. Beba de 6 a 8 copos por dia. A água não tem calorias e nem causa irritação, por isso tente trocar o refrigerante que vai irritar seu estômago por um bom copo de água. Mas não exagere no líquido durante a refeição para não prejudicar sua digestão, certo?

E meu café? 

Olha, se você conseguir substituir seu café por um chá de camomila, capim santo, hortelã ou erva-cidreira, sentirá uma melhora considerável nos sintomas da gastrite. Primeiro porque são ervas com ação calmante, que irão “tranquilizar” seu estômago e segundo porque ao reduzir o café você vai irritar menos a mucosa do estômago e os sintomas certamente vão desaparecer. O mesmo vale para o chá preto e chá mate.

E meu refri?

O refrigerante, assim como bebidas gaseificadas, também irritam o estômago e causam desconforto. Além de ácidos, a expansão dos gases causa desconforto na região. Por isso, prefira uma água com limão ou suco natural!

ÁGUA COM LIMÃO? MAS LIMÃO NÃO FAZ MAL PARA QUEM TEM GASTRITE? 

MITO!

Depois de ingerido, o limão (apesar de ter uma boa quantidade de ácido cítrico) perde essa propriedade e aumenta a produção de sais alcalinos (alcalino é o contrário de ácido, certo?). Ou seja, por mais estranho que possa parecer, o limão neutraliza a acidez do local. É uma fruta com um grande poder alcalinizante, digestivo, depurativo, adstringente e antibacteriano, por isso começar o dia com um suco com uma fruta, como a maçã, suco de limão e uma folha de couve  é uma boa opção para quem sofre com o problema.

LEITE E A GASTRITE

Agora, você já escutou que leite é bom para dor de estômago? Pois é, dizem por aí que quem sofre de gastrite ou úlcera deve tomar um copo de leite puro e frio para amenizar a situação. Será que é verdade?

No momento em que você toma o leite, pode até ser que sinta a dor diminuir, mas depois de alguns minutos ela com certeza voltará com força total. Isso acontece por dois motivos:

1) O leite irá neutralizar os ácidos em um primeiro momento. Porém, o estômago vai sentir o aumento do pH (lembra das aulas de química? O pH do estômago é ácido e isso fundamental para a digestão das proteínas!). Por ser um meio naturalmente ácido, o que o estômago faz quando o pH aumenta?!

Ele começa a produzir MAIS ácidos, afim de reduzir esse pH! Isso também acontece quando você toma antiácidos para amenizar a dor. Em um primeiro momento ele ajuda, mas o estômago entende que precisa produzir MAIS ácidos para diminuir o pH da região (já que o antiácido o aumenta) e a dor volta momentos depois com mais intensidade.

2) O leite é rico (riquíssimo) em proteínas. Para digerir proteínas, o estômago aumenta a produção de… Adivinha! ÁCIDOS, o que vai piorar os sintomas!

Por isso, o melhor que você tem a fazer é se alimentar bem e evitar o consumo ou o excesso de certos alimentos. Quer saber quais?

  • Excesso de carnes, ovos, leite e derivados, frituras… Tudo isso aumenta a produção de ácido gástrico. Evite os excessos!
  • Chicletes: ao mastigar e produzir saliva, o estômago entende que receberá algo em seguida e se prepara para isso. Como?! Aumentando a produção de ácidos gástricos, certo? Mas quando você mastiga um chiclete, você não engole nada e o estômago fica lá, produzindo “um monte” de ácido para NADA. Isso vai irritar sua mucosa e lhe dar uma “bela” dor de estômago. Portanto, evite!
  • Excesso de açúcar refinado e doces em geral: o açúcar é um alimento pró-inflamatório e pode agravar os sintomas da gastrite.
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas, refrigerantes e bebidas gaseificadas, que também vão piorar o sintoma, assim como o café, chá mate e chá preto.

E aquela velha história: mastigue os alimentos para não exigir tanto do seu estômago. Coma sem raiva, sem estresse ou tristeza. Isso também influencia em sua digestão e na produção de ácidos gástricos. Preste atenção em como seu organismo reage aos alimentos e cuide-se!

Você não acha que seu corpo merece ter esse cuidado?!

Com amor e saúde,

Giovana Morbi

26 Comentários

  1. por ANTONIO ALVES NETO - 16 de junho de 2015  17:19 Responder

    muito boa as dicas....gostei

    • por giovana - 22 de junho de 2015  15:24 Responder

      Que bom Antonio, fico feliz! Beijão, Giovana Morbi

  2. por Mauricio - 29 de junho de 2015  8:30 Responder

    Obrigado pela dica, por tirar alguns mitos e dar excelentes conselhos a respeito de uma alimentação saudável, obrigado mesmo, Giovana!

    • por giovana - 29 de junho de 2015  12:04 Responder

      Que bom que gostou Mauricio! Volte sempre! Beijos, Giovana Morbi

  3. por Marco - 29 de julho de 2015  11:49 Responder

    Estou aprendendo muito com suas dicas, o alimento TAPIOCA e o CAFÉ adoçado com açucar cristal. pode aumentar
    à gastrite, aproveitando qual melhor adoçante a ser usado, existe comentários que o mesmo prejudica o coração, verdade.

    abraços.....

    • por giovana - 30 de julho de 2015  18:34 Responder

      Oi Marco!
      Muito terrorismo em torno do adoçante. Para que esse alimento te prejudique, você teria que consumir um frasco dele por dia. Como isso é bem difícil, se não for impossível, não precisa desse escândalo que fazem. Quanto ao melhor tipo, gosto muito da estévia e sucralose. Beijão, Giovana Morbi

  4. por Lú Figueirêdo - 5 de fevereiro de 2016  21:43 Responder

    Haa, sempre q preciso de algo tem aqui S2. Gi fiz uma endoscopia e meu estômago ta sofrido tadinho, estou usando medicamentos mas o que esta me intrigando, e o q o médico disse ser mais difícil de tratar com medicamento, é que a entrada do estômago esta super larga, entraria um 3 tubos usados no exame, se não mais. E agora? Isso pode ser responsável pelas fomes constantes, caoicitade de comer muitoo ou nada a ver? Em q isso pode afetar?
    Obrigada, e descupa te fazer ler isso tudo rs. Bjs

    • por giovana - 15 de fevereiro de 2016  15:04 Responder

      Oi minha linda!

      Imagina!!!! Isso só demonstra uma coisa: algo em seu corpo não vai bem. Isso pode refletir de diversas formas em seu dia a dia, seja na fome ou na falta dela. A "boca" do estômago estar mais larga também pode ter diversas explicações... O mais importante é fazer o tratamento adequado, mas antes de qualquer coisa, minha linda, preste atenção na alimentação e prefira alimentos naturais. Eles são ricos em enzimas, o que ajuda bastante a saúde do estômago, certo? Evite usar os anti-ácidos, que com o tempo mais prejudicam do que ajudam, certo?
      Um super beijo e conte sempre comigo,
      Giovana Morbi

  5. por domingos primerano netto - 3 de março de 2016  15:56 Responder

    Oi Giovana! Li sua matéria e os comentários, acima. Parabéns, pela abordagem dada ao tema. Estou, ao que parece, no início do que imagino ser uma gastrite, já que os sintomas não são constantes, mas asseveraram depois de umas férias com direito a caipirinhas e de um episódio em que exagerei na pimenta. Tenho alguma resistência em passar no médico, em geral. Sempre acabo me convencendo, em situações indicativas de enfermidade, que estou agindo errado em relação ao meu corpo e hábitos, especialmente alimentares. Por isso procuro mudar as causas, na tentativa de mudar os resultados. Até aqui tenho tido êxito, mas quando a situação aperta, aí não tem jeito, saio correndo ao médico, o que não significa que volto satisfeito. Com as informações de qualidade e de conhecimento iguais as suas, muitas vezes me sinto apto não a me medicar propriamente, mas a utilizar uma terapia confiável e natural que agrada o corpo e o espírito, que harmonicamente passam a neutralizar essas adversidades. P.s. Desculpe a delonga, mas estou sem afazeres nesta tarde chuvosa.rsr

    • por giovana - 3 de março de 2016  16:41 Responder

      Oi Domingos!

      Imagina, eu adoro ler os comentários, principalmente como os seus.

      Olha, sou suspeita para falar, mas depois que mudei meu estilo de vida em relação a minha alimentação e hábitos em geral, TUDO mudou. É maluco isso, mas a alimentação tem um poder incrível na nossa vida! Quando nos alimentamos melhor e cuidamos com carinho do nosso corpo (que é nossa verdadeira casa), parece que tudo passa a fluir com mais facilidade em outras áreas, como a profissional e a pessoal também, afinal isso mexe com nossa auto-estima e confiança, né?
      Enfim, espero que meus textos e informações te incentivem cada dia mais a cuidar do seu corpo, mente e espírito.

      Um grande beijo,
      Giovana Morbi

  6. por Ana Paula Pereira - 14 de junho de 2016  9:25 Responder

    Olá Giovana!
    Excelente matéria! Tenho dúvidas em relação ao uso de aguá, limão e bicarbonato de sódio. Ele é recomendado para quem tem gastrite? Sabe me dizer qual é o benefício dessa mistura?
    Abraços,
    Ana

    • por giovana - 14 de junho de 2016  14:52 Responder

      Oii Ana,

      Essa mistura reduz a acidez do estômago mas pode ter efeito rebote, ou seja, o estômago "estranha" a redução dos seus ácidos e produz mais ainda, o que pode gerar mais dor. O melhor a fazer é cuidar da alimentação ao longo do dia mesmo!

      Super beijo,
      Giovana Morbi

  7. por Vilma Lourenço - 27 de junho de 2016  16:05 Responder

    Boa tarde

    Só uma dúvida... Tenho gastrite por h pylory... Posso tomar leite sem lactose ou nenhum tipo de leite é recomendado?

    • por giovana - 27 de junho de 2016  17:04 Responder

      Oi Vilma,

      Depende... Têm pessoas que possuem o estômago e o intestino muito sensível e nessas pessoas mesmo o leite sem lactose pode dar desconforto por conta das proteínas do leite, que são difíceis de digerir. Mas a maioria tolera bem. Sinta seu corpo e observe se te cai bem.

      Beijão,
      Giovana Morbi

  8. por Carlos - 29 de junho de 2016  8:24 Responder

    bom dia, apresentei uma gastrite moderada ,estou tomando uns remédios que o médico passou
    ele liberou café ,mas desde que seja fraco,posso comer bolo ou chocolate ? sinto muita fome constantes tbm
    Pode me ajudar?
    Desde ja agradeço

    • por giovana - 29 de junho de 2016  11:45 Responder

      Oi Carlos,

      O chocolate pode irritar seu estômago, mas em quantidades moderadas creio que não vá te prejudicar. É importante que você preste atenção em seu organismo e identifique o que te cai bem e mal.
      Quanto a fome constante, isso pode acontecer por diversos motivos: as refeições não estão balanceadas, ricas em nutrientes OU você está comendo menos que seu corpo precisa OU sua alimentação está pobre em fibras e rica em carboidratos de absorção rápida, como pães, doces e massas. Enfim, você teria que passar com uma nutri para descobrir o motivo da fome, certo? Se quiser se consultar aqui comigo, é só ligar no consultório: (11) 2769-1603.

      Abraço,
      Giovana Morbi

  9. por Manu - 13 de setembro de 2016  11:44 Responder

    Olá Giovana, Estou com gastrite moderada de antro diagnosticada há 3 meses. Existe algum tipo de açúcar ou adoçante menos danoso para o estômago que posso utilizar?

    • por giovana - 13 de setembro de 2016  12:12 Responder

      Oi Manu!

      A estévia ou o xylitol são adoçantes mais "tranquilos", que não vão irritar sua mucosa. Pode usar com tranquilidade!

      Beijão,
      Giovana Morbi

  10. por erika - 3 de outubro de 2016  12:47 Responder

    Estou muito preocupada...
    Tenho lido, assim como no seu blog que o leite faz mal para gastrite, por todos os motivos descritos...tenho gastrite crônica enatematosa leve..
    Mas e quanto ao kefir de leite, faz bem ou mal? Tenho kefir e por ser probiótico rico em complexo B o tenho consumido diariamente pois meus exames revelaram baixa vit B12 e tenho medo que certos remédios ajudem ao repor a vitamina mas por outro lado prejudique a cura da gastrite.
    Kefir é exceção e portanto liberado para gastrite?
    Grata e ansiosa por sua resposta!
    Erika

    • por giovana - 5 de outubro de 2016  12:33 Responder

      Oiii Erika,

      O kefir é incrível, um alimento mito poderoso! Continue consumindo... O leite que pode fazer mal a uma pessoa é aquele lotado de substâncias químicas e conservantes. O leite orgânico é muito nutritivo e ajuda a aumentar as bactérias benéficas da nossa flora intestinal, o que ajuda no tratamento da gastrite. O kefir age da mesma maneira, portanto continue usando e notará a melhora do quadro e outros milhares de benefícios. Espero ter te ajudado!

      Beijos,
      Giovana Morbi

  11. por erika - 3 de outubro de 2016  12:53 Responder

    Sobre o sorbitol
    É contraindicado para quem tem gastrite?
    É um exipiente na fórmula de um suplemento de vit B12 natural (hidroxocobalamina - acho q escreve assim rsrs) gostaria muito de suplementar essa vitamina pois estou com baixíssima taxa : 174,0 pg/ml e me sentindo indisposta..
    grata! Abraço

    • por giovana - 5 de outubro de 2016  12:34 Responder

      Não é não, Erika. Mas suplementa com orientação e acompanhamento!

      Beijão,
      Giovana Morbi

  12. por Ronaldo Guimarães - 30 de janeiro de 2017  20:26 Responder

    Olá Giovana.
    Parabéns pelo artigo.
    Pesquisando como sempre sobre esse assunto, passei pelo teu site.
    A fim de ilustração, tenho 53 anos e problemas sérios de estômago há 22 anos. Depois de 20 endoscopias com biópsias, parei de contar. Ph metrias e esofagometrias já não sei quantas. Fiz fundoplicatura há 21 anos atrás e nada. Não aparece úlcera, esofagite. hérnia, apenas gastrite antral crônica leve não reagente, o que os médicos dizem não ser causa de tamanha dor. Tenho dores muito fortes realmente todos os dias. Do início ao fim do dia.Os médicos dizem que é coisa de outro mundo, nunca viram tal coisa. Já varri os melhores gastros e cirurgiões de Porto Alegre e tenho farto material de pesquisa. Dores de 7 a 9 e qualidade de vida zero. Sem saber mais o que fazer as vezes fico na internet para ver se aparece algo novo.
    Gostaria de lhe perguntar sobre o limão mesmo já sendo assunto de minhas pesquisas há tempo.
    Com carinho gostaria de lhe questionar sobre o que você comentou:
    A respeito do leite e os anti ácidos, Ibps, H2, etc, realmente concordo que o estômago entende, após um tempo, que tem que produzir mais ácido clorídrico para compensar os efeitos da ingesta. Agora o que falam do limão que realmente é alcalinizante e tudo mais que já sabemos, minha pergunta é:
    Se o limão realmente torna o meio levemente alcalino após ser ingerido, e já vi muitos relatos de cura para esses problemas com o uso do limão, porque o estômago não agiria da mesma forma quando da ingesta do leite e dos anti ácidos como você relatou, produzindo assim mais ácido para compensar? ou seja, se o leite e o anti ácido alcaliniza no primeiro momento e após o estômago compensa produzindo mais ácido, não teria que agir da mesma forma quando da ingesta do limão?
    Agradeço antecipadamente.
    De uma pessoa que apenas procura respostas para talvez voltar a viver.
    Ronaldo.

    • por giovana - 9 de fevereiro de 2017  12:27 Responder

      Olá Ronaldo!

      O limão possui uma substância que o leite não tem: ácido cítrico! Quando entra em nosso organismo o ácido cítrico é transformado em CITRINO, uma substância alcalina que ajuda a aumentar o PH da região sem efeito rebote. Ou seja, o mecanismo de ação é diferente.
      Espero ter ajudado de alguma forma!

      Super beijo,
      Giovana Morbi

  13. por Michelly - 22 de abril de 2017  4:45 Responder

    Eu acho q tenho gastrite
    Sempre q como fritura tenho dor de estômago, até fiquei sem dormir uma noite com falta de ar sem conseguir bocejar, isso é por causa do problema de estômago??
    Até pq doía um pouco

    • por giovana - 24 de abril de 2017  10:55 Responder

      Com certeza, Michelly. E a falta de ar indica que pode haver um refluxo associado. Procure um gastro para te ajudar no tratamento!

      Beijos,
      Giovana Morbi

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.